Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/06/18 às 17h02 - Atualizado em 15/06/18 às 15h09

Caravana FCO tira dúvidas de empresários da construção civil

COMPARTILHAR

Evento do Banco do Brasil tem apoio da SEDICT

 

Foto: Cleverlan Costa

Depois da Associação Comercial do DF, da Cidade do Automóvel e da Federação de Indústrias do DF (Fibra), foi a vez de empresários do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF) e da Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco) receberem a Caravana FCO. O evento realizado na manhã desta segunda-feira (4) foi uma oportunidade para cerca de 20 micro e pequenos empresários tirarem dúvidas sobre as linhas de crédito disponíveis para o setor, principalmente as oferecidas pelo Fundo Constitucional do Centro Oeste (FCO), verba que pode ser usada para o desenvolvimento econômico dos estados do centro-oeste e do Distrito Federal.

 

Tanto a caravana quanto o Fundo, que é mantido com recursos da União, são administrados pelo Banco do Brasil. O superintendente regional do BB no DF, Pablo Ricoldy, lembra que o FCO é voltado a empresários de todos os setores. “Dentre os critérios avaliados para aprovação do crédito está a apresentação de garantias, de um projeto bem estruturado e de um cadastro atualizado”, destaca.

 

O assessor especial da subsecretaria de Relação com o Setor Produtivo da SEDICT, Daniel Brito D’Almeida, explicou que o objetivo do FCO é fomentar o crédito, gerar emprego e renda e estimular a economia local. “Essas reuniões servem justamente para alinhar e identificar as carências e dúvidas que o empresário possui em relação a linha de crédito”, completou.

 

Para o presidente da Asbraco, Afonso Assad, toda a aproximação do setor produtivo com o financeiro é extremamente importante. “Esse tipo de ação beneficia, principalmente, o pequeno empresário. É preciso ter um mecanismo de facilitação para as empresas terem acesso ao crédito”, acrescentou Assad.

 

A SEDICT está elaborando um convênio junto ao Banco do Brasil e o sistema Fibra para a disponibilizar um interlocutor entre as associações que representam o setor produtivo no DF e a instituição financeira. “Nossa intenção é fazer com que esse empresário possa ser assessorado e dessa forma identifique pequenos gargalos no processo aquisição do FCO. Tudo visando a otimização e a liberação do crédito”, antecipou Daniel D’Almeida.

 

A próxima Caravana FCO deve ser realizada no instituto Fecomércio ainda na primeira quinzena de junho.

 

GALERIA DE FOTOS

Caravana FCO/Asbraco