Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/11/17 às 17h42 - Atualizado em 24/11/17 às 17h44

Cofap deve encerrar o ano com quase R$ 500 mi de crédito aprovados

COMPARTILHAR

Conselho agilizou trabalho para incrementar economia do DF

 

Após seis meses de trabalho intenso, o Comitê de Financiamento à Atividade Produtiva do Distrito Federal – COFAP/DF – zerou todas as pendências que existiam em relação aos pedidos de financiamento com dinheiro do Fundo Constitucional do Centro Oeste, o FCO. Foram quase trinta pedidos aprovados e a autorização para que o Banco do Brasil ou o BRB liberem mais de R$ 465 milhões para crédito à indústria, ao comércio, ao setor de serviços e à atividade rural. O FCO é dinheiro da União para fomentar a economia nos estados do Centro-Oeste e o Distrito Federal.

 

Entre os 29 pedidos aprovados, a maioria – 23 – teve a autorização de crédito nas reuniões do COFAP que ocorreram a partir de maio, quando o secretário de Economia, Desenvolvimento, Inovação, Ciência e Tecnologia (SEDICT), Valdir Oliveira assumiu a presidência do Conselho. De acordo com o estatuto do COFAP, o presidente do colegiado é o secretário responsável pela pasta que Valdir Oliveira ocupa no Governo de Brasília. Os outros dez conselheiros são representantes do setor produtivo e dos bancos responsáveis pelo financiamento.

Na última reunião do COFAP, na quinta-feira (23), foram dez os pedidos de financiamento aprovados. Somados, os valores chegam a quase R$ 53 milhões. No momento não há mais pedidos de financiamento para serem analisados, mas se algum empresário entrar com a chamada carta-consulta até o fim do ano, os conselheiros voltam a se reunir antes de 31 de dezembro.