Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/01/17 às 13h28 - Atualizado em 12/01/17 às 19h10

Lei de criação do Biotic – Parque Tecnológico

COMPARTILHAR


O Secretário Adjunto, Marcelo Aguiar, participou do evento de sanção da lei de criação do Biotic


O Secretário Adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal, Marcelo Aguiar, participou do evento da sanção da lei de criação do Biotic – Parque Tecnológico durante solenidade no Palácio do Buriti, nesta terça-feira (10/01/2017). A lei assinada pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, altera a publicada em 2002, que previa a instalação apenas de empresas ligadas às áreas de tecnologia da informação e telecomunicações e dava o nome ao local de Capital Digital (PTCD). Agora, como Biotic, amplia-se o escopo do empreendimento com a possibilidade do desenvolvimento da área de biotecnologia.


Governador Rodrigo Rollemberg sancio a Lei do Biotic

Governador Rodrigo Rollemberg sanciona a Lei de Criação do Biotic

O objetivo é fazer com que a área de 1,2 milhão de metros quadrados, entre a Granja do Torto e o Parque Nacional de Brasília, agregue empresas de tecnologia, informação e comunicação, além de empresas ligadas à biotecnologia e à nanotecnologia. Também foi anunciado que a partir de agora o local será gerido por um fundo de investimento e que o edital para inscrição das instituições financeiras que pretendem concorrer será lançado ainda nesta semana. A previsão, de acordo com a Terracap, é de que a empresa seja escolhida até o fim do mês de fevereiro.


Para o Secretário Adjunto, Marcelo Aguiar, a assinatura da lei cria condições favoráveis para que o parque saia do papel, transformando-se em realidade, e que, a partir disto, se criará um ambiente propicio à ciência, tecnologia e, principalmente, à inovação, bem como fomentará novas oportunidades de negócios, gerando emprego e renda para o Distrito Federal. A expectativa de geração de emprego no local será de 25 mil postos de trabalho diretos, só na área de TIC e 40 mil indiretos.


Já está em construção o prédio onde ficarão a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) e a governança do Biotic, bem como, já funcionam no local os centros de processamento de dados do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal e uma subestação da Companhia Energética de Brasília (CEB).